2 de março de 2010

"Meu Deus, não sou muito forte, não tenho muito além de uma certa fé - não sei se em mim, se numa coisa que chamaria de justiça-cósmica ou a-coerência-final-de-todas-as-coisas. Preciso agora da tua mão sobre a minha cabeça. Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir. (...) Que eu não me perca, que eu não me fira, que não me firam, que eu não fira ninguém. Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor. (...) Sinto uma dor enorme de não ser dois e não poder assim um ter partido, outro ter ficado com todas aquelas pessoas"

Lixo e purpurina. Caio F.

2 commentaires:

Pedro Thiago disse...

Jessy, deus sempre estar com você, mesmo que você pense estar sozinha, ele esta no seu coração, ele é aquela voz que diz o que esta certo e errado. Sempre converse com ele, ele sempre vai estar la para escutar você e ele sempre responde, acredite, não responde com palavras, mas no nosso dia a dia. (nossa, eu usei as palavras de uma escritora que gosto) Beijos Jessy!

Subdivisões disse...

Deus está morto. Agora mais do que nunca eu vejo um significado nessas celébres palavras de Friedrich Wilhelm Nietzsche

Postar um comentário

Nothin'